terça-feira, 24 de março de 2015

Tanto faço que um dia será tanto fazia

O amor é uma merda, já dizia um cantor rap..
De que adianta ir atrás de quem caga no que dizes.. de que adianta mandares textos super românticos se a resposta tem duas vertentes : "pois jessica" ou então é a resposta da ignorância, ou melhor dizendo , nenhuma resposta!
Sabes este ano tenho aprendido a lidar melhor com os sentimentos, tento não me prender facilmente ás pessoas, porque assim não há expectativas.. Cansada psicologicamente por lutar tanto que já nao sofro, já não choro.. Mascara? Talvez algo semelhante a isso, uma espécie de capa protetora.
Desiludida comigo mesma.. prometi que nunca mais iria correr atrás seja quem fosse e o que estou a fazer? A correr atrás de alguém que nem sequer (ou finge) que não quer saber.
Sim já sei o que vocês vão dizer... Não tenho sorte nenhuma no amor... Têm toda a razão!
Ou encontro pessoas no meu caminho que são demasiado pervertidas ou então encontro pessoas que não querem saber de sentimentos e preferem viver sozinhas!
Para quê chorar sob o leite derramado?! Chorar, é o que eu mais faço em silêncio ... e choro para dentro.. engulo o choro.. respiro fundo, limpo a cara e olho-me ao espelho, encorajo-me para seguir em frente.. e o que eu faço? Fico parada a olhar para mim, a ver se engano bem... se consigo sorri mesmo com as feridas á vista de quem quer ver... se consigo mudar o meu reflexo nos olhos... passo maquilhagem, e aí sim sigo em frente mas com uma diferença.. o pensamento permanece igual, na ideia que vou lutar novamente.
É a vida.. Não vou deprimir.. apenas estou desiludida comigo mesmo, desiludida com as palavras...
Existe uma pergunta/afirmação que diz: Para quê palavras , se não existe atitude em pratica-las?!
Acontece!
Neste caso não julgo até porque a pessoa em questão sofreu imenso mas apenas não entendo.. estamos no presente, à que aproveitar o momento, não desperdiça-lo... como ele fez e continua a faze-lo .. Magoa, doí mas aguento.. como sempre aguentei!
Sorriso na cara e alegrar quem está na minha vida a precisar de mim!
With love,
Jessica Ribeiro..

Sem comentários: