sexta-feira, 17 de julho de 2015

A diferença que faz toda a diferença ..

Psiu.. Nós mulheres entendemos sobre a diferença na pessoa amada e nas situações que ocorrem na nossa rotina.. A diferença que faz toda a diferença.
Aquele carinho que podia aparecer num momento de saudade. Aquele beijo na boca tão desejado, aquele afeto que nos embala e nos faz adormecer. Aquelas palavras de conforto que precisamos de ouvir quando estamos mal. Aqueles gestos malucos que nos fazem libertar um sorriso envergonhado.
Nós mulheres precisamos de marcas: marcas das rugas de tanto rir, marcas de lágrimas a escorrer pela cara nos momentos de felicidade, marcas nos ouvidos de ouvir "Amo-te" e todas as palavras mais belas de se dizer, marcas de arrepio no corpo, de desejo; Marca da diferença de cor nas mãos, mais propriamente, no dedo "do compromisso sério".
Estas marcas fazem toda a diferença numa mulher. Faz-nos sentir únicas, desejadas e realmente amadas. São estas marcas que transformam uma pessoa.
Homens, porque é que vocês são tão passivos?
Porque é que, quando nós mulheres nos aproximamos de uma forma tranquila, amorosa e carinhosa, acabam por se afastar?
Porque têm medo da mulher carinhosa? com isso transformam-na numa mulher fria e completamente fechada no seu mundo.
Isso magoa. O facto de nos tratarem com alguma ignorância, com alguma brutalidade e quando nos tratam como se fossemos bonequinhas. Traz tudo o que há de menos bom no mundo para nós.
Eu, sendo mulher, sinto a diferença que me magoa, que me leva a pensar noutras coisas. Sinto, assim, que acabei por me iludir de novo. Ilusões mágicas que aparecem quando menos se espera e que transportaram-me para um mundo oposto do que eu queria de facto alcançar.
Nesta vida, que é uma escola, levo tudo como aprendizagem mas ultimamente fecho-me na minha casa e não faço os trabalhos que me são pedidos de  forma obrigatória. Eu não aprendo. Continuo, de uma forma sistemática, a errar. A errar no que penso que é certo para o coração.
Coração maldito! Palpitas sempre na hora errada, momento errado e em tempo limitado.
O que mais desejo?
Poder errar no certo mas com uma única diferença: que esse erro, no que é certo, seja ilimitado e que tenha origem na minha consciência. Que nada, nem ninguém seja capaz de mudar o que há em nós. Que não transforme tudo aquilo que eu gostei em ti em saudade e dor.
Só peço isso. Acho que não é muito...
Sê a diferença que a mim me completa e não que me desmonta por dentro em peças minúsculas e que, mais tarde, transforme em pó aquilo que já outrora fora um coração apaixonado.

Mais uma vez, desculpa coração. Ainda não é desta que vais ser feliz na  totalidade.

2 comentários:

Tiara disse...

lindissimo, parabens

Sarafaela disse...

Vou seguir sem duvida nenhuma :)